Publicado por: Ricardo Shimosakai | 13/01/2011

Mercado de Viagens para Pessoas com Deficiência oferece oportunidade


Apesar de menos, vôos lotados e atrasos de vôo combinado com estressados e às vezes staffs destreinados – todos os problemas reais para viajantes com deficiência – o mercado de viagens para pessoas com deficiência está crescendo. Como a indústria marca o 20° aniversário do Americans with Disabilities Act (ADA) que realmente transformou a indústria, o mercado de deficientes é uma força a ser contada com. Uma pesquisa da Harris estima que as pessoas com deficiência passou 13,6 bilhões em 31 milhões de viagens no ano passado.

E é um total que pode crescer, até o dobro, fornecendo os agentes de viagens com uma oportunidade de marketing. Como qualquer viajante no aeroporto, hotel ou resort ou em uma linha de cruzeiro podem testemunhar, os viajantes com deficiência estão em toda parte e continuar a ser um importante segmento do mercado de viagens. Destinos importantes como LasVegas foram pioneiros de acesso para viajantes com deficiência.

Resorts, hotéis, cassinos, cruzeiros marítimos, aeroportos, operadores de ônibus, companhias aéreas e empresas de aluguel de carros descobriram sua maneira de acomodar as pessoas com deficiência, que ao contrário de algumas percepções, sçao muitas vezes ricos e ávidos viajantes à procura de oportunidades. Isso inclui a Estados Unidos e os destinos internacionais que vêem oportunidade.

No lado positivo, os viajantes com deficiência estão se beneficiando de grandes ofertas e oportunidades de grandes viagens. As linhas de cruzeiro, hotéis e companhias aéreas, bem como a Amtrak tem construído dia a dia a tarefa de atender os viajantes com deficiência como um grande negócio. Recursos on-line também são abundantes, fornecendo a agentes e pessoas com deficiência informações sobre os destinos e transporte.

Roberta Schwartz, diretora de educação da Sociedade para Viagens Acessíveis e Hospitalidade (SATH- Society for Accessible Travel & Hospitality) acredita que a viagem de pessoas com deficiência representa uma oportunidade para muitas agências de viagens dispostos a trabalhar com deficientes. Schwartz realiza sessões de formação nas reuniões da indústria, incluindo muitos Vacation.com e insta os agentes têm um conhecimento básico das expectativas do viajante com deficiência. “Viajantes com deficiência têm necessidades especiais e apreciar os pareceres e os recursos de um agente profissional pode trazer para suportar”, disse ela.

Ela observa que, além dos recursos oferecidos pela SATH, o Instituto de viagens tem um curso sobre como trabalhar com deficientes. Há também uma série de recursos úteis on-line para o agente ou o cliente com deficiência. Todas as companhias aéreas, incluindo a maioria das transportadoras internacionais, têm a informação online sobre os viajantes com necessidades especiais, incluindo ferramentas de mobilidade, tais como scooters e cadeiras de rodas. Ricardo Shimosakai, Diretor da Turismo Adaptado, também é um membro da SATH, baseado em São Paulo, trabalha para a acessibilidade e inclusão no lazer e turismo de forma local e internacional.

Sath participou da redação do regulamento para o Americans with Disabilities Act e da Air Carriers Access Act (regula as companhias aéreas e o tratamento das pessoas com deficiência), bem como a Resolução 700 e 1700 da International Air Transport Association (impactos transportadoras internacionais). Sath patrocina o Congresso Internacional de viagem para pessoas com deficiência desde 1977.

A Sath não está sozinha. Roger Block, presidente da Travel Group Leaders Franchise, recentemente, aplaudiu os esforços dos membros da sua agência para trabalhar com os viajantes com deficiência “Graças à maior valorização e compreensão para com as necessidades específicas das pessoas com deficiência, as oportunidades de viajar dentro dos Estados Unidos nunca foram tão acessíveis , disse ele.

Um suplemento recente da revista Fortune, patrocinado pela United Airlines e a Amtrak em parceria com a SATH, observa que “qualquer um que possui uma deficiência podem se deslocar com conforto e estilo – graças às comodidades oferecidas pela indústria de viagens.” Eles observam que a demanda de viagens para pessoas com deficiência vai aumentar se a viagem se tornar mais fácil para este mercado. O relatório anual da Amtrak disse que os ganhos de vendas em 2010 ultrapassaram US$19 milhões.

Jani Nayar, coordenadora executiva da SATH coloca muito bem. “Viajantes com deficiência não precisam de caridade, eles precisam de serviço. E a indústria do turismo precisa saber que o fornecimento destes serviços é um bom negócio.”

Fonte: Travel Agent Central
Tradução: Ricardo Shimosakai


Respostas

  1. Oi Ricardo, tenho um filho com PC, moro em Orlando e ele esta em São Paulo, voce conhece alguma agencia ou alguem que posso traze-lo do Brasil para os EUA, sei que existem beneficios para o segundo passageiro. Obrigado

  2. […] https://turismoadaptado.wordpress.com […]

  3. […] https://turismoadaptado.wordpress.com […]

  4. Olá, Ricardo!
    Meu nome é Valmir Palermo.
    Tenho um filho portador de necessidades especiais (Paralisia Cerebral). Ele é atleta de Bocha Adaptada e participa de torneios pelo Brasil.
    Em viagens pelo nosso país o acompanhante tem direito a um desconto na passagem aérea de no mínimo 80%. Estamos pensando em viajar para o exterior.
    Nas viagens internacionais, as empresas brasileiras oferecem o mesmo desconto?
    E as empresas estrangeiras?
    Aguardo resposta.
    Atenciosamente.
    Valmir Palermo
    (21)2489.9133
    (21)9612.9475

    • A norma para desconto em passagens aéreas para pessoas com deficiência é válida somente no Brasil. No exterior, o melhor a fazer é procurar empresas aéreas que ofereçam passagens com preços mais atraentes. Para isso, procure um agente de viagens. A Turismo Adaptado pode fazer isso para você, entre em contato através do email ricardo@turismoadaptado.com.br

  5. Olá, Ricardo!

    Sou bacharel em turismo e pós-graduado na mesma área. No momnento não estou trabalhando na área, gostaria de saber se vc tem alguma oportunidade para quem não é PNE para integrar a sua equipe, visto que tenho interesse em me recolocar profissionalmente.

    Sem mais, fico no aguardo de uma resposta.

    Júlio César Pintor
    Tel.: (11)4509-3598 / Cel.: (11)9720-2667
    pintorjc@yahoo.com.br

    • Olá Julio,
      assim como nossa proposta é atender a todos, também não há problemas em ter pessoas sem deficiência trabalhando conosco. Porém não estamos abertos a contratação no momento, somente com voluntários para a realização de ações e projetos. Abraços.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: