Publicado por: Ricardo Shimosakai | 15/01/2011

Playboy para cegos – o erotismo para quem não enxerga, mas se excita


As pessoas cegas apreciam erotismo também. Isso é o que você vai aprender quando pegar um exemplar da Playboy em Braille. Embora, se você não sabe ler em braile, você não sabe a diferença entre um anúncio e uma descrição de algo impertinente.

A melhor parte é que a Playboy em braille pode ser encontrada na Biblioteca do Congresso Americano. Acho que é tudo parte de um acesso livre à informação tipo de coisa. Este exemplar em particular foi um vintage encontrar (Novembro de 1995 Volume XLII – N. º 11). Listado no eBay até que removeu alegando que precisava ser listados em uma seção para o público maduro.

A fotógrafa canadense Lisa Murphy lançou o primeiro livro “pornô” adaptado para pessoas com deficiência visual. Chamado de Tactile Mind (mente tátil em português), o livro vem com alguns textos picantes em braille e imagens de homens e mulheres sem roupa em alto relevo. A idéia nasceu para ocupar um espaço no mercado, que antes deixava de fora os cegos e para que os mesmos também possam “brincar’’. Para Lisa, os deficientes visuais foram esquecidos pela cultura erótica.

Tactile Mind encontrou espaço apenas em uma sex-shop, Northbound Leather, onde divide os olhares com os chicotes e roupas de couro fetichistas. Talvez, pelo fato de ser uma coisa completamente diferente. Mas como a maioria das novidades, essa não é diferente. Quem quiser experimentar essa “brincadeira”, terá que desembolsar uns bons reais. O livro custa em média R$ 400.

A ONG americana Taping for The Blind (algo como “ditando para cegos”) dedica-se a uma atividade de utilidade pública: narrar revistas, jornais e demais publicações para deficientes visuais através de programas de rádio ou na internet, com suporte de cerca de 200 voluntários. O inusitado é que a revista masculina Playboy entrou no rol das publicações “contadas” aos deficientes.

Primeira mulher a transmitir a Playboy, Hanks lê e descreve artigos e fotos com riqueza de detalhes – marcas de bíquini, tatuagens, maquiagem e outros detalhes da produção não lhe escapam aos olhos. Todavia, de maneira sóbria e sem insinuações. ‘”Eu não preciso tentar ler de forma sexy. Eu apenas leio, sou mulher, e isso é sexy o bastante”, diz ela.

Aqui é a descrição de Hanks da Miss Playboy de agosto “Latina, morena com olhos marrom chocolate escuro. Ela tem longos cabelos castanhos encaracolados… Ela está na primeira foto sentada no oceano. Ela tem um sorriso enorme no rosto, batom rosa. Ela tem pequena tatuagem sobre a o direito pequena de costas sobre a área de ondulação que parece ser talvez algum tipo de projeto tribal. Ele é vermelho. … Suas pernas são uma espécie de cruzada. Ela está sentada na da água. Atrás de seu ombro, para baixo após o seu braço, você pode ver seu peito espreitando. … Não há linhas tan em tudo. Ela não está usando qualquer unha polonês ou terno jóias ou tomar banho nem nada.”

O grupo Taping for The Blind, é uma organização sem fins lucrativos que registra e transmite todos os tipos de revistas para cegos nas proximidades de sua sede em Houston, Texas nos Estados Unidos, 24 horas por dia. Os 3.000 assinantes usam rádios especiais para captar o sinal sem nenhum custo. A estação de rádio também está disponível online, e oferecem a Playboy a pelo menos 15 anos.

Fonte: Taping for the Bilnd

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: