Publicado por: Ricardo Shimosakai | 06/06/2013

Campanha alerta para acesso de pessoas com deficiência ao teatro


Lançamento da campanha ‘Teatro acessível arte, prazer e direitos’, em audiência pública na CâmaraLançamento da campanha ‘Teatro acessível: arte, prazer e direitos’, em audiência pública na Câmara

As dificuldades enfrentadas por pessoas com deficiência para participar de atividades culturais, como uma peça teatral, por exemplo, não se limitam à entrada nos espaços, que muitas vezes não têm rampas ou piso tátil. Elas incluem outros aspectos, como a ausência de cenários adaptados para pessoas cegas ou com baixa visão para que possam entender onde as cenas serão interpretadas, a falta de programas escritos em braile e a ausência de intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Para mobilizar artistas, os governos e a sociedade civil em relação a essas questões, previstas nas leis de acessibilidade, foi lançada hoje (9) a campanha Teatro Acessível: Arte, Prazer e Direitos, em audiência pública na Câmara dos Deputados. Pela primeira vez na história da Casa, uma audiência foi feita com total acessibilidade – tradução para Libras, transcrição por texto e audiodescrição de todas as discussões.

Durante o encontro, a idealizadora do projeto, a especialista em inclusão Claudia Werneck ressaltou que o direito à cultura é de todas as pessoas, com ou sem deficiência.

“É preciso sensibilizar toda a sociedade, incluindo a classe artística e o Poder Público, para que sejam incorporadas práticas inclusivas, previstas na legislação, na área de cultura. A campanha não tem o objetivo de garantir apenas que pessoas com deficiência estejam nas plateias, mas que elas possam fruir e participar das produções com total dignidade”, disse.

“Para isso, é preciso que essas produções se abram também à participação de pessoas com deficiência em todas as áreas, como na técnica, no figurino, na gestão dos recursos”, acrescentou ela, que é pioneira na disseminação do conceito de inclusão no Brasil e em países da América Latina.

Ela ressaltou que trata-se de uma ação alinhada com o disposto no Decreto Federal 5.296/04 e na Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência das Nações Unidas, primeiro tratado de direitos humanos a ser ratificado com valor constitucional no Brasil, por meio do Decreto Legislativo 186/08 e Decreto Federal 6.949/09.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que apresentou requerimento à Casa Legislativa para a promoção da audiência, enfatizou a necessidade de se construir e reforçar politicas públicas voltadas para soluções de acessibilidade. “O direito à cultura é direito humano”, ressaltou.

Uma das ações previstas na campanha é a veiculação de anúncios em meios de comunicação em que artistas conhecidos pelo grande público destacarão a importância da acessibilidade nos espaços culturais. A partir da próxima semana, também estará disponível o hotsite da iniciativa, onde será possível encontrar um passo a passo com as principais medidas para garantir a acessibilidade em um teatro.

Ainda como parte da iniciativa, que tem entre seus parceiros o Ministério da Cultura e a Frente Parlamentar de Cultura, haverá apresentação gratuita, em Brasília, amanhã (10) e no sábado (11), da peça infantojuvenil Um Amigo Diferente?, no Teatro do Brasil 21 Cultural. A peça terá equipe de tradução para Libras, braile, audioguia e acessibilidade para pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida.

Fonte: EBC


Respostas

  1. INFELIZMENTE SOU OBRIGADA A REPETIR, ACESSIBILIDADE PARA SURDOS NÃO É SÓ LIBRAS, HÁ SURDOS QUE NÃO USAM LIBRAS E PRECISAM DE LEGENDAS EM PORTUGUÊS, HÁ SURDOS QUE PODEM OUVIR COM SUAS PRÓTESES, PARA ESTES EXISTE O ARO MAGNÉTICO (HEARING LOOP). CAUSA ANGÚSTIA O FATO DE SERMOS ESQUECIDOS SEMPRE. nEM TODO SURDO USA LIBRAS!

    • Aqui colocamos informações sobre todos. Porém muitas vezes fica difícil colocar em um artigo, as necessidades de todos. Isto não é estar sendo esquecidos. Porém, concordo que a mídia coloca poucas matérias que falem sobre surdos oralizados, implante coclear, e temas relacionados.

  2. Prezados, Contamos com o apoio de sua equipe no sentido de divulgar o evento “A Dialtica da Incluso em Educao” a ser realizado em 25 de junho. Conscientes da importncia do debate sobre a realidade do aluno com deficincia, mais ainda na elaborao do trabalho de incluso, tivemos a oportunidade de experimentar na rede Faetec muitas dessas vivncias.**** Essa realidade s foi possvel graas ao apoio da presidncia da Faetec, do apoio da Faperj, que nos propiciou a realizao de mais um projeto: o livro *A Dialtica da Incluso em Educao*.**** Teremos o orgulho de lan-lo no prximo dia 25 de junho, s 14h, no teatro Raul Cortez.**** Para mais este momento de vitria e reflexo, contamos com a sua ilustrssima e honrada presena e divulgao do referido evento. Segue anexo cartaz para divulgao.

    Atenciosamente, Prof Bianca Fogli

    Em 6 de junho de 2013 12:01, TURISMO ADAPTADO


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: