Publicado por: Ricardo Shimosakai | 28/03/2014

Transcrição e tradução de videos no YouTube facilitam a acessibilidade


Legendas facilitam pessoas com deficiência auditiva, na compreensão de um áudio com baixa qualidade e na tradução de uma língua estrangeiraLegendas facilitam pessoas com deficiência auditiva, na compreensão de um áudio com baixa qualidade e na tradução de uma língua estrangeira

Muitas ferramentas disponíveis na Web ainda são desconhecidas de usuários, desde 2009 o Youtube anunciou no blog oficial da Google (o Youtube é da Google veja nosso post), a transcrição automática (a função auto-caption que existe desde 2006, CC ) e introduziu a nova possibidade de tradução em 51 idiomas, que incluem o português e Espanhol.

Em março de 2009, Matt Cutts explicava em seu blog o funcionamento da máquina de tradução do YouTube então ainda com 41 idiomas, e na qual exemplificava com as famosas conferências TED (Ideas worth Spreading) que tratam de assuntos atuais, com 25 idiomas.

O auto-caps  usa os algoritmos de reconhecimento de voz mesmo em Google Voice para gerar automaticamente legendas para o vídeo. As legendas nem sempre são perfeita (confira o vídeo ao lado para ver um divertido exemplo), mas mesmo tendo defeitos, eles ainda podem ser úteis e a tecnologia vai continuar melhorando com o tempo.

Mas o desafio de transcrição e documentação destes vídeos é imenso, segundo o blog do Google, faz, a cada minuto são carregadas 20 horas de vídeo e o proprietário do vídeo nem sempre está disposto a dispender esforços para adicionar legendas aos seus vídeos, mesmo com todo apoio disponível no site do YouTube, a maioria dos vídeos ficam inacessíveis.

Para ajudar este desafio, o YouTube trará o auto-caps automática (mesmo sem a escolha do usuário) em qualquer vídeo, chamada ASR  (Automatic Speech Recognition), claro podendo o usuário optar por sua não ativação.

Além de legendas automáticas, está sendo lançado também um mecanismo de sincronismo de legenda automática, chamado auto-timing, que poderá torná-lo mais fácil para criar legendas inclusive manualmente, o que permitirá a correção de más traduções ou expressões idiomáticas.

Assim o auto-timing permitirá ter-se mais conhecimentos especiais para criar suas próprias legendas no YouTube , será preciso apenas fazer um arquivo simples de texto com todas as palavras no vídeo e usar a tecnologia ASR do Google para tratar as palavras faladas quando as legendas no vídeo estiverem incorretas ou precisarem de retoques.

Talvez isto reduza significativamente a barreiras que os proprietários de vídeo tem para poderem adicionar as suas legendas, e mesmo quem não têm o tempo ou recursos para criar faixas de legenda de modo profissional possam dar sua “mãozinha” aos usuários.

Fonte: Marcos Mucheroni


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: