Publicado por: Ricardo Shimosakai | 28/11/2014

Obras garantem acessibilidade a patrimônios culturais de Criciúma


O Centro Cultural Jorge Zanatta aguarda liberação de documentos para iniciar o processo de restauração e acessibilidadeO Centro Cultural Jorge Zanatta aguarda liberação de documentos para iniciar o processo de restauração e acessibilidade

A falta de acessibilidade não será mais desculpa para não aproveitar e conhecer o patrimônio cultural de Criciúma. Para garantir que todos possam usufruir do conteúdo dos prédios, a Fundação Cultural de Criciúma (FCC) está com obras em ritmo acelerado. A Casa da Cultura Neusa Nunes Vieira já conta há 15 dias com uma rampa de acesso, facilitando a visitação de cadeirantes e demais pessoas com deficiência física. “Estamos também cumprindo uma lei que diz que todos os equipamentos da cultura devem ter acessibilidade”, comenta o presidente da FCC, Daniel Freitas. A obra foi feita via prefeitura, via Secretaria de Infraestrutura, e custou aproximadamente R$ 1,5 mil.

Outro prédio que passa por reformas é o do Museu Augusto Casagrande. “No museu nós também estamos fazendo obras de acessibilidade, com uma rampa e também a instalação de um elevador. As pessoas com deficiência antes não poderiam ir ao segundo andar do prédio, agora podem”, ressalta Freitas. A reforma iniciou no dia 27 de outubro e tem previsão de término para fevereiro de 2015. Até lá, o museu fica fechado para o público. “Resolvemos fazer nessa época justamente porque a maioria do público visitante é das escolas e acreditamos que em fevereiro, quando as aulas voltarem, o museu já vai estar pronto. Inclusive, alguns alunos não conseguiam ter acesso e agora terão”, afirma. No local também estão sendo reparados problemas de infiltração. A obra é realizada via FCC e custará aproximadamente R$ 128 mil.

O presidente da FCC citou, ainda, as obras que estão sendo realizadas do Mercado Público e a recente reforma do Teatro Elias Angeloni. Para ele, essas melhorias devem aumentar o número de visitantes nos locais. “Essas obras são importantes no intuito de manter o patrimônio organizado para receber os visitantes. Com certeza irá aumentar o público, principalmente aqueles que por falta de acesso não conseguiam ter essa oportunidade”, declara Freitas.

Centro Cultural Jorge Zanatta à espera da escritura

Outro prédio que segue à espera da reforma é o Centro Cultural Jorge Zanatta, que até o ano passado abrigava a administração da FCC. O local precisa de uma restauração – já que se trata de patrimônio histórico -, porém, um impasse na liberação de documentos impede que a obra inicie. “Aquele prédio é da União e nós não temos a escritura dele. Para fazer a restauração é preciso ter essa escritura, do contrário nós não temos nem como buscar o dinheiro para fazer a obra. Mas já estamos vendo, conversando, entramos em contato com a União para regularizar a escritura, mas são situações que demoram”, explica a diretora de Cultura da FCC, Solange Scotti.

Enquanto a restauração não é realizada, a administração da FCC funciona na Rua Anita Garibaldi, 386, Centro (no prédio da antiga prefeitura). Já as oficinas foram direcionadas para a Casa da Cultura e para os bairros. Mais informações podem ser obtidas no telefone 3445 8841, de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h.

Fonte: clicatribuna


Respostas

  1. I Comprar nome cadeira de rodas é Montanha Trike https://www.youtube.com/watch?v=qz-dwW00qDc&feature=autoshare

    • Não tenho conhecimento de ninguém que venda este modelo de cadeira de rodas no Brasil. A não ser que faça um pedido sob encomenda.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: