Publicado por: Ricardo Shimosakai | 10/02/2016

Almoçar ou jantar fora com segurança – doente renal


Com um bom planeamento, é possível manter uma alimentação adequada sem ter de abdicar de se divertir ou sem comprometer a sua saúdeCom um bom planeamento, é possível manter uma alimentação adequada sem ter de abdicar de se divertir ou sem comprometer a sua saúde.

A regra de ouro é planear, investigar qual a melhor opção para si e para o seu par, de forma a saírem ambos satisfeitos deste dia festivo. Se vai optar por uma refeição diferente, antecipe os contratempos, seja mais contido nas refeições do próprio dia ou do dia anterior; tenha cuidado com as porções e tenha atenção à quantidade de proteínas, potássio, fósforo, sódio e água que pode ingerir. Assim, desfrutará de um dia ou de uma refeição plena.

  • Planear um restaurante, sabendo ao certo a carta que tem: evita surpresas de última hora, ao permitir que saiba o tipo de alimentos e a forma de confecção que o restaurante oferece.
  • Pesquise na internet ou questione o seu círculo de amigos/conhecidos sobre eventuais sugestões.
  • Depois de escolhidas algumas opções, contacte o restaurante e tire possíveis dúvidas. Explique a sua doença e a dieta especial que necessita.
  • Prefira restaurantes que cozinhem na hora e dêem preferência a ingredientes frescos.
  • Tire todas as dúvidas e pergunte se lhe vão atender pedidos especiais (como cozinhar a comida com reduzido teor em sal ou mesmo sem sal e/ou temperos).
  • Faça então a reserva, consoante a opção que achou mais apropriada.

Consoante for almoço ou jantar, tenha em atenção o seguinte

  • Reduza durante o dia ou dia anterior a quantidade de líquidos que ingere.
  • Reduza durante o dia ou dia anterior a quantidade de potássio e sódio.
  • Leve consigo a medicação, se a toma da mesma coincidir com a hora da refeição: evita que atrase a toma e que fique preocupado pelo facto de se ter esquecido, não permitindo que usufrua com qualidade do jantar.

No restaurante, de uma forma geral

  • Opte por cozidos e grelhados.
  • Questione o tamanho das doses: se estas forem grandes, peça metade ou divida. Afinal, neste dia dedicado ao amor, a partilha é o mais importante.
  • Se restar muita comida, não caia na tentação de a ingerir toda: afaste a travessa/prato e peça para levar as sobras para casa.
  • Tenha em atenção que as proteínas não se encontram exclusivamente na carne e no peixe: queijos, molhos com leite, feijão, lentilhas e ovos são outras fontes ricas em proteínas!
  • Cuidado com os molhos: podem ser ricos em manteiga, sal e tomate. Evite também o molho de soja, devido ao teor de sódio.
  • Se a comida estiver salgada, peça para lhe ser confeccionado novo prato.
  • Evite os buffets livres: torna-se mais difícil controlar as quantidades (pois a diversidade é maior) e fazer pedidos especiais (pois a comida é confeccionada em grandes doses).

De uma forma mais pormenorizada, tenha em atenção ao menu completo que lhe será servido, tendo em conta as bebidas, saladas, entradas, pratos principais, acompanhamentos e sobremesas:

Bebidas

  • Se gosta de vinho, tinto ou branco, saiba que pode beber se a quantidade de potássio for baixa.
  • Bebidas como Sprite®, 7UP®, chás gelados, limonada ou água são boas opções.
  • Evite batidos, sumos de fruta, sumo de tomate, Coca Cola®, cervejas e não se tente com o chocolate quente.
  • O café, no final, é permitido.
  • Opte por copos pequenos: evita que esteja sempre a encher e que perca a noção do quanto bebeu.
  • Evite que lhe encham o copo: se necessário, reforce o porquê de preferir servir-se a si próprio.
  • Quando terminar a refeição, afaste o copo de si.

Saladas

  • Pergunte sempre, especificamente, o que leva a salada.
  • Prefira saladas que levem os seguintes ingredientes: alface, couve-flor, cebola, repolho, beterraba, aipo, pepino, brócolos, ervilhas, cenoura crua (cozida aumenta o teor em hidratos de carbono) e rabanetes.
  • Evite: batata, espinafres, tomate, abacate, feijão, alcachofra, grão-de-bico, sementes e nozes.
  • Se gosta de fruta na salada, opte por: pêssegos, pêras e ananás. Não se esqueça que deve ser fruta da época e fresca, pois a enlatada pode conter mais potássio, sódio e conservantes.
  • Se as saladas estão pré-definidas e algum ingrediente não lhe agrada, peça para retirar e/ou ser substituído.
  • Peça os temperos à parte pois assim pode dosear a quantidade de azeite e de sal.
  • Se gostar, solicite um limão para temperar.

Entradas

  • Opte por ingredientes frescos e simples.
  • Uma entrada com uma boa porção de proteína pode ser o seu prato principal: além de ficar mais económico, a quantidade é menor.
  • Prefira: salada com frango (não se esqueça das recomendações acima referidas no que diz respeito às saladas), camarão cozido, calamares, salada com caranguejo, salada com carne ou peixe e cogumelos.
  • Evite: queijos, fondues de queijo, anchovas, ostras, quiches, patés, presunto e sopa.

Prato principal

  • Tente esquecer tudo o que diga: cataplana, caçarola, lagareiro: são formas de confecção que requerem muitos molhos e sal.
  • Dê preferência aos cozidos e grelhados.
  • Prefira que o sal e os molhos sejam trazidos à parte. Se não for possível, evite os pratos que sabe que serão mais condimentados.
  • Remova a pele do frango, a gordura da carne e peixe e as partes queimadas (em caso de grelhados e assados).
  • O limão, o vinagre e a pimenta preta são bons condimentos.
  • Em relação às carnes, opte por: bifes simples, sem queijos e molhos; frango; cordeiro e vitela.
  • Em relação ao peixe, em geral, todos são recomendados (atenção ao bacalhau que deve ser cozido, pois tem muita quantidade de sal e nunca se saberá ao certo o tempo em que esteve demolhado), bem com frutos do mar.
  • Evite as carnes curadas: presunto, chouriço, salsinhas e carnes enlatadas (têm alto teor de sal).
  • As omeletes simples são boas opções: se levarem vegetais, opte por os que têm menos quantidade de potássio.
  • As sanduíches também são uma boa escolha, desde que levem: ovos, peru, frango, lombo de porco e bifes de vaca. Evite as que levam atum (porque normalmente é pasta de atum, com maionese), bacon e salada.

Acompanhamentos

  • Opte por vegetais com baixo teor em potássio, tais como: espargos, repolho, milho, beringela, feijão-verde, couve-flor, brócolos, alface, curgete e cenoura crua.
  • Se prefere um acompanhamento mais substancial, prefira: arroz cozido, noodles, massa e pão integral.
  • Evite: massa com molho de tomate, batatas, arroz frito, pickles, espinafres, couve e alcachofras.

Sobremesas

  • Se o nome da sobremesa lhe é desconhecido, questione sobre o que leva.
  • Prefira frutas como a maçã, ananás, frutos silvestres, mirtilos, cerejas e morangos.
  • Se gosta de tartes, bolos e tortas de fruta e/ou vegetais, evite as que levam fruta e vegetais com alto teor de potássio, como a banana, quiwi, laranja, batata doce, coco e abóbora.
  • Gelados de frutas e sorvetes podem ser boas opções mas tome atenção uma vez que são ricos em água. Opte por frutas com baixa quantidade de potássio.
  • Bolachas de baunilha e biscoitos de manteiga são permitidos, desde que em reduzida quantidade.
  • Evite: chocolate e todas as sobremesas que tenham chocolate na composição (é rico em potássio); frutos secos (também têm alto teor em potássio); gelados de leite/nata, iogurtes gelados e cheesecake.

As informações mencionadas são comuns aos restaurantes mais típicos e tradicionais mas e se preferir um restaurante específico de fast food? Ou se quer optar por comida tradicional de outro país? Saiba que é possível visitar outros espaços sem comprometer o seu bem-estar, desde que faça as escolhas acertadas. Siga as nossas sugestões e faça selecções inteligentes:

“Uma dieta especial é parte integrante do seu tratamento. Saber Comer. É Saber Viver!”

Se vai a uma cadeia de FAST FOOD (mais comuns em centros comerciais)

  • O grande senão destas cadeias é o facto de os alimentos serem, maioritariamente, pré-confeccionados. Só assim a rapidez do serviço pode ser garantida.
  • Tenha em atenção que os preços também são, por norma, mais baixos e que os menus completos (com bebida e acompanhamento) ficam mais económicos do que se só pedir o prato principal (como o hambúrguer ou sandwich). Cuidado com as estratégias de marketing!
  • Como são comidas, muitas vezes, pré-feitas, torna-se complicado controlar a frescura dos alimentos e a quantidade de sal e/ou molhos. No entanto, em muitas cadeias, é possível fazer pedidos especiais. Questione, antes de fazer o seu pedido, se atendem às suas necessidades e se adequam a refeição ao seu gosto.
  • Muitas cadeias de fast food já disponibilizam a informação nutricional das suas refeições: pode ser uma óptima ajuda para ter tudo sob controlo.
  • Prefira menus de criança (têm menos quantidade de comida) ou menus normais e rejeite os menus grandes, mesmo que seja mais vantajoso economicamente. A sua saúde é o seu bem mais precioso e não vai querer estragar uma noite romântica!
  • Opte por refeições que tenham: carne assada, sandwiches de peru, frango grelhado, salada de frango grelhado e alface e anéis de cebola sem sal.
  • As bebidas seguem a regra dos restaurantes tradicionais: opte por água, chá gelado ou limonada.
  • Evite ingredientes como bacon, queijo, nuggets, asas de frango frito e batatas fritas.
  • Peça hambúrgueres com molhos à partes e sem pickles. Se houver a opção de pão integral, prefira-a.
  • Cuidado com as sobremesas: são normalmente ricas em natas.

Se vai a um RESTAURANTE CHINÊS

  • Tenha em atenção os restaurantes que cozinham em grande quantidade ou são de buffet livre: torna-se mais difícil fazer pedidos especiais e controlar as porções.
  • Os molhos de soja e de peixe são comuns mas ricos em sal, evite-os e peça os molhos à parte da refeição.
  • As sopas também fazem parte desta cozinha. Não se esqueça que a sopa leva uma grande porção de água e torna-se difícil saber ao certo a quantidade e tipo de vegetais que leva. Desta forma não a consuma.
  • Os legumes salteados também estão muito presentes nos menus dos restaurantes chineses: evite os que são ricos em potássio e prefira as ervilhas, feijão-verde, couve chinesa e rebentos de feijão mungo.
  • Evite o arroz frito (tem mais sódio).
  • Prefira chás sem açúcar e controle a quantidade.
  • Aproveite o bolo da fortuna, sabendo que fez as melhores escolhas e, se possível, dedique uma mensagem positiva e romântica à sua cara-metade.

Se vai a um RESTAURANTE MEXICANO

  • Recuse as batatas fritas e molho de salsa que colocam de entrada: são ricos em sódio.
  • O molho de salsa é verde mas pode ser feito com tomate, portanto é mais uma razão para o evitar.
  • Evite também o guacamole: é feito a partir de abacate, que é rico em potássio.
  • Se gosta de molhos picantes, o ideal são os que são feitos com pimenta preta e que não tenham tomate.
  • Prefira tacos, fagitas e tortilhas recheados com frango. São as melhores opções.
  • Cuidado com a pastelaria, como sobremesa: os bolos são ricos em gordura. Coma uma pequena quantidade.

Se vai a um RESTAURANTE INDIANO

  • A cozinha indiana oferece um grande leque de vegetais. Basta que evite os que são ricos em potássio e poderá usufruir de um óptimo acompanhamento.
  • Experimente novos sabores como masala, tandoori e preparações com caril.
  • O frango também é um dos ingredientes mais usados nesta cultura o que é óptimo para si, uma vez que é uma carne magra, com proteínas de alto valor biológico.
  • O iogurte também é muito utilizado como acompanhamento e como molho: tenha em atenção que é rico em proteínas (não as deve consumir em exagero) e fósforo.
  • Grande parte das sobremesas são compostas por leite e leite em pó: cuidado com o fósforo.

Se vai a um RESTAURANTE ITALIANO

  • Como entrada, evite o antipasto pois contém, normalmente, uma grande quantidade de sal e de pickles e/ou vegetais marinados.
  • Prefira como entrada pão de alho, mas peça simples: com orégãos, alho em pó e azeite (a manteiga tem maior teor de gordura saturada).
  • As massas são servidas, maioritariamente, com molhos de tomate e com queijo. Peça o molho à parte, bem como o queijo.
  • Se a sua opção recai nas pizzas, opte por pizza vegetariana e light: evite toppings como o peperoni, chouriço e presunto (ricos em sódio). Prefira frango ou peixe e assegure-se que o queijo é light (se não for, peça com pouco ou nenhum queijo).
  • Uma colher de sopa de queijo parmesão desfiado pode ser um bom aliado para conferir um sabor diferente.
  • Os gelados italianos são uma boa opção como sobremesa mas atente aos ingredientes e não se esqueça que têm uma grande quantidade de água.

Se vai a um RESTAURANTE JAPONÊS

  • Evite as sopas pois são salgadas e têm grande quantidade de água, nomeadamente a sopa miso.
  • O molho de soja é muito utilizado: cuidado com o seu teor em sódio.
  • O sushi pode ser uma boa opção: prefira quantidades pequenas, evite peixe cru (devido à possibilidade de infecções por parasitas) e opte por caranguejo, marisco, pepino e enguia.
  • Aproveite e experimente yakitori ou espetadas grelhadas na mesa. A tempura também é uma boa opção: são pedaços de vegetais ou marisco fritos durante apenas 2 ou 3 minutos (tenha atenção aos molhos ricos em sal).
  • Apesar de o tofu e a soja serem muito utilizados, são, normalmente, cozinhados com molho de soja o que incrementa a quantidade de sódio.
  • Os bifes são também opções fiáveis mas cautela com as porções exageradas.

De uma forma resumida, o importante é que o tempo que vai dedicar aos festejos deste dia seja um tempo de qualidade e de partilha de sentimentos positivos. Com um bom planeamento, vai conseguir surpreender-se a si mesmo: é possível manter uma alimentação adequada sem ter de abdicar de se divertir ou sem comprometer a sua saúde.

Deve ter em mente que todas as outras pessoas deviam ser mais cuidadosas com as suas escolhas porque é possível ir jantar fora, divertir-se, mimar-se e sair da rotina sem sujeitar a sua saúde e o seu corpo a más opções. Aproveite este dia, seja positivo e leve o mote para os restantes dias da sua vida: seja feliz e faça feliz quem realmente se preocupa consigo.

Uma alimentação correta é fundamental para a saúde. Para o doente que faz Hemodiálise (HD), Diálise Peritoneal ou Transplantado, uma alimentação equilibrada irá melhorar a sua qualidade de vida.

Fonte: Portal da Diálise

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: