Publicado por: Ricardo Shimosakai | 02/03/2016

Atrativos de Bonito (MS) oferecem turismo acessível


Um trabalho de capacitação foi realizado no local, parte do projeto de acessibilidade executado por Ricardo ShimosakaiUm trabalho de capacitação foi realizado no local, parte do projeto de acessibilidade executado por Ricardo Shimosakai

Aproximadamente 45,6 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência, seja ela visual, auditiva, motora ou intelectual. Segundo o Censo do IBGE (2010), este número corresponde a 23,9% da população total do país.

Em busca da inclusão social, atrativos turísticos de Bonito e região oferecem opções de passeios para este público específico, mostrando que é possível aliar o turismo de aventura à acessibilidade.

“Uma característica de Bonito, por ser um destino de natureza, não irá encontrar rampas e elevadores na natureza. Para se ter acesso às atrações naturais, é fundamental um guia de turismo bem capacitado, são eles que serão a acessibilidade. Cegos também irão desfrutar bastante, ouvindo os sons da natureza, sensações como flutuação no rio, e podendo tocar a fauna e flora”, conta Ricardo Shimosakai, diretor da empresa Turismo Adaptado, que trabalha a acessibilidade e inclusão das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida no lazer e turismo.

Recentemente, a sessão Vida e Estilo no portal de notícias Terra publicou uma lista com alguns destinos nacionais onde é possível a prática do turismo adaptado e Bonito não ficou de fora. “Muitos dos locais são de difícil acesso. Mas há rios e cachoeiras perfeitos para idosos e pessoas com deficiência. Em boa parte dos passeios, existem guias turísticos preparados para atender a situações especiais.”

Além das cachoeiras, Bonito possui outros atrativos acessíveis para o turismo adaptado como o Abismo Anhumas e os passeios de flutuação no Rio Sucuri e Baía Bonita, segundo lista do blog O Viajante Especial.

“Enquanto todos estão em batalhas acirradas para conquistar o turista convencional, porque não investem no turismo acessível, onde praticamente não há concorrência? Coincidência ou não, destinos que visitei, onde a acessibilidade está mais presente, seja no Brasil ou exterior, são locais mais desenvolvidos”, questiona Ricardo.

Para avaliar e consultar a acessibilidade de pontos turísticos, hotéis, restaurantes, parques e atrações diversas no Brasil, clique aqui e confira o Guia do Turismo Acessível promovido pelo Governo Federal e pelo Ministério do Turismo.

Fonte: Bonito Notícias


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: