Publicado por: Ricardo Shimosakai | 24/03/2016

Com dólar em alta, turismo para idosos é forma de reerguer a fronteira


Umas das atrações do Festival é a visita aos pontos turísticos da fronteira.Umas das atrações do Festival é a visita aos pontos turísticos da fronteira.

Com o dólar perto de R$ 4, a fronteira acabou perdendo seus turistas que iam exclusivamente para fazer compras. Como uma forma de minimizar o prejuízo, a ACEPP (Associação Comercial e Empresarial) e a Prefeitura de Ponta Porã, distante 323 quilômetros de Campo Grande, decidiram organizar o primeiro festival da melhor idade, uma forma de impulsionar o turismo local e alavancar a economia.

O secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Meio Ambiente, Eduardo Gaúna, explica que a ideia de investir nesse tipo de público surgiu após a alta consecutiva alta do dólar e a queda de turistas. “Nós sabemos que o dólar não vai baixar tão cedo, e mesmo que tenha uma queda não será nada significativo”.

O jeito foi focar em um público que está disposto a viajar em qualquer época do ano. “Os idosos, na sua maioria são formados por aposentados que gostam de viajar, por isso tivemos essa ideia de fazer algo voltado exclusivamente para eles”, conta.

Serão dois dias de evento, sendo um realizado em Ponta Porã e outro no Paraguai. O Festival é gratuito, mas os participantes devem gerar renda através dos cassinos e pelas estadias nos hotéis parceiros do evento que vão oferecer até 30% de descontos para os participantes do festival. “As grandes lojas da fronteira também vão aderir a esse festival e farão tabloides específicos para os dias do evento com vários produtos em descontos” comenta Gaúna.

Além de aproveitar os cassinos, o secretário afirma que haverá passeios para que os turistas possam conhecer também os pontos turísticos tanto de Ponta Porã quanto do Paraguai. “As pessoas precisam saber que a fronteira não é apenas um lugar de compras, mas nós temos vários pontos históricos que as pessoas precisam conhecer”.

Um dos pontos turísticos que estará no passeio é a visita a Chacurru Ecoturismo, a propriedade fica a 15 quilômetros de Pedro Juan Caballero. No local é possível fazer o turismo cultural e rural e possui, cachoeira e vários pontos históricos . “O objetivo é levar as pessoas a conhecerem as belezas que a fronteira tem”.

Programação – O primeiro Festival da Melhor Idade da Fronteira, começa no dia 1º de abril com show de Marcelo Loureiro, em Ponta Porã. No segundo dia haverá um festival de harpas em Pedro Juan. Nos passeios o público poderá conhecer cachoeiras, museus e cassinos. O evento é totalmente gratuito.

Gauna orienta que as pessoas interessadas em participar do evento entrem em contato com a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Meio Ambiente pelo telefone (67) 3437-9033 ou com a Associação Comercial e Empresarial (67) 3431-4169.

Fonte: campograndenews


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: