Publicado por: Ricardo Shimosakai | 29/05/2016

Menina autista que pinta como Monet se desenvolve com a ajuda de gato


Iris Grace pinta observada pela gatinha ThulaIris Grace pinta observada pela gatinha Thula

A menina inglesa Iris Grace, de 6 anos de idade, foi notícia em todo o mundo há dois anos graças às suas belas pinturas comparadas ao estilo de Monet. Dois anos depos, Iris está fazendo novos progressos com a ajuda de seu gato de estimação. Um vídeo divulgado pelos pais mostra que ela está perdendo o medo da água, e, segundo a mãe, ela até começou a falar com a ajuda do bichinho.

Iris Grace foi diagnosticada com autismo em 2011. Desde então começou a pintar para ajudar em seu desenvolvimento. Segundo os pais da menina, Arabella Carter-Johnson e Peter-Jon Halmshaw, ela tem uma capacidade de concentração de cerca de duas horas cada vez que pinta, e fez grandes progressos.

Segundo o jornal “Daily Mail”, a mãe de Iris lançou um livro no mês passado, contando a história da menina. Nele, ela diz que Iris e Thula, a gatinha, viraram velhas amigas no momento em que ela trouxe o animal para casa. “Thula ficou ao lado de Iris a partir do momento em que a viu e dormiu em seus braços durante a primeira noite como um anjo da guarda”, contou.

Os quadros de Iris Grace são comparados aos de MonetOs quadros de Iris Grace são comparados aos de Monet

O gato ajudou a menina a começar a falar. “Ela disse ‘senta, gato’ quando Thula estava tentando brincar com seu ipad”, escreveu também mãe. Arabella disse à “BBC” que quando os médicos diagnosticaram a menina com autismo eles afirmaram que ela não conseguiria se desenvolver muito.

“Ela tem um autismo severo, e eles disseram que ela nunca poderia falar. Que ela nunca poderá ser capaz de desenvolver as relações que outras crianças podem ter. E, então, chegamos com Thula e tudo mudou. Houve uma diferença notável. Ela foi capaz de se comunicar com a gente sobre o que ela queria, começou com ‘mais gato’ e ‘gato doente’”, disse a mãe.

Ainda segundo Arabella, o autismo não precisa ser algo ruim. “Ele não tem que ser esse diagnóstico sombrio. Pode ser um desafio, e é muito desafiador, às vezes, mas eu sinto que se você trabalhar com a criança e trabalhar com os seus interesses, você verá uma progresso e mudanças”, disse a mãe de Iris.

Fonte: Extra


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: